Dédalo e Ícaro

Ícaro era filho de Dédalo, um dos homens mais criativos e habilidosos de Atenas.

Um dos maiores feitos de Dédalo foi o labirinto do palácio do rei Minos de Creta, onde se escondia o Minotauro.

Por ter ajudado Ariadne, a filha de Minos a fugir com Teseu, Dédalo provocou a ira do rei que, como punição, ordenou que Dédalo e seu filho fossem jogados no labirinto.

Dédalo sabia que sua prisão era intransponível, e que Minos controlava mar e terra, sendo impossível escapar por estes meios.

Minos controla a terra e o mar, teria dito Dédalo.

– Mas não as regiões do ar. Tentarei este meio.

DaedalusIcarusSokolovDédalo projetou asas, juntando penas de aves de vários tamanhos, amarrando-as com fios e fixando-as com cera, para que não se descolassem.

Foi moldando com as mãos e com ajuda de Ícaro, de forma que as asas se tornassem perfeitas como as das aves.

Estando o trabalho pronto, o artista, agitando suas asas, se viu suspenso no ar.

Equipou seu filho e o ensinou a voar.

Então, antes do vôo final, advertiu seu filho de que deveriam voar a uma altura média, nem tão próximo ao Sol, para que o calor não derretesse a cera que colava as penas, nem tão baixo, para que o mar não pudesse molhá-las.

Dédalo levantou vôo e foi seguido por Ícaro.

Eles primeiramente se sentiram como deuses que haviam dominado o ar.

Ícaro deslumbrou-se com a bela imagem do Sol e, sentindo-se atraído, voou em sua direção esquecendo-se das orientações de seu pai, talvez inebriado pela sensação de liberdade e poder.

A cera de suas asas começou rapidamente a derreter e logo caiu no mar.

Queda de Ícaro - Rubens

Queda de Ícaro - Rubens

LamentForIcarusDraperQuando  Dédalo notou que seu filho não o acompanhava mais, gritou:

– Ícaro, Ícaro, onde você está?

Logo depois, viu as penas das asas de Ícaro flutuando no mar.

Lamentando suas próprias habilidades, enterrou o corpo numa ilha e chamou-a de Icaria em memória a seu filho.

Chegou seguro à Sicília, onde construiu um templo a Apolo, deixando suas asas como oferenda.

 

A queda de Ícaro - Pieter Bruegel (linda metáfora)

A queda de Ícaro - Pieter Bruegel (linda metáfora)

« Older entries

%d blogueiros gostam disto: